Delírios de Matilde

<img class=" wp-image-1858 alignleft" src="https://www.palavreira.com.br/wp-content/uploads/2017/07/20428364_10212058193108227_1365085760_n.jpg" alt="" width="76" height="76" />Este conteúdo reúne as crônicas da jornalista e escritora Matilde Leone publicadas neste blog entre final de julho e início de novembro de 2017.

  • Pedras no caminho

    Agora sei. Somos pedras. Viemos dela. Um estudo da NASA mostra que a primeira receita de DNA está contida em meteoritos. Mas gosto de pensar que cada um se originou de uma pedra preciosa. Há quem afirme que viemos do…

  • No abismo

    Havia uma criança, sei que ela estava lá, com os olhos escuros cheios de lágrimas, esperando por alguém, não sei quem, quando os cavalos passaram galopando balançando as crinas sedosas, espirrando água das poças da rua esburacada. Um deles parou…

  • Um Amor para o Rei Lear

    Ele parecia um velho feliz. Quem dizia isso? Todos os que o conheciam. Sim ele estava sempre sorrindo apesar da artrite que corroía suas articulações, das dezenas de comprimidos para o coração, diabetes e pressão alta. Mas ninguém nunca perguntou…

  • Meu primeiro amor

    Meu primeiro amor foi um menino de não mais de 13 anos. E eu, bem, deveria ter 11. Nunca conversamos. Apenas nos olhávamos de longe e quando o via meu coração dava pulos que eu não sabia reconhecer, pois nunca…

  • Um Ângelo de Jesus

    Um homem tentou invadir a entrada principal do Palácio do Planalto. A manchete é antiga. Mas ficou gravada. Os jornais, os sites e blogs remetem a um terrorista, munido de fuzil e granadas para passar por cima de quem quer que encontrasse…

  • Madame Guilbert

    Madame Guilbert sempre me emocionou. Talvez não seja uma das principais obras de Toulouse Lautrec, mas é a que mais toca meu coração. O que tem ela de especial? Nada para alguns olhares. Muito para outros. Fico imaginando como ela,…